(21) 2494-3856 / (21) 2442-8004 / (21) 3153-1098 contato@clinicagerarvida.com.br

Quando a gravidez não acontece naturalmente, pacientes procuram tratamento.  Começa então o investimento físico, emocional e financeiro.  A FIV é o tratamento relacionado às maiores taxas de sucesso. No entanto, não dá sempre certo.  A Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM) relata uma taxa de gravidez de 37% para FIV. Cada tentativa que não dá certo, a paciente tem duas opções: desistir ou tentar de novo.

Vários tratamentos adicionais  (IVF add-ons) estão surgindo com o intuito de aumentar a chance de gravidez: injúria endometrial, “embryo-glue”, pesquisa de trombofilia, uso de esteroides, DHEA, GH, heparina, testosterona, aspirina, ERA e diagnóstico genético dos embriões.  No entanto, não existem estudos que confirmem a eficácia destes procedimentos adicionais.  A Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE) está desenvolvendo uma classificação de tratamentos: experimental, inovação e tratamento aprovado.  Enquanto os procedimentos adicionais à FIV ainda não estão classificados, os pacientes devem ser informados dos riscos e benefícios do tratamento adicional.

Fonte:
Fert Ster, 112(6): 973-977, 2019
Fert Ster, 112(6): 978-986, 2019