(21) 2494-3856 / (21) 2442-8004 / (21) 3153-1098 / WhatsApp: (21) 99944-8090 contato@clinicagerarvida.com.br

VOCÊ JA ESCUTOU FALAR EM ENDOMETRIOSE? Comumente, muitas mulheres sentem pelo menos alguma dor pélvica durante a menstruação. Para algumas, pode não ser nada, mas em alguns casos pode ser proveniente de uma condição chamada endometriose, cujas causas, tratamentos e sintomas podem não ser de conhecimento popular. O mês de março é totalmente voltado à saúde da mulher, tendo em vista que este é o mês amarelo, voltado para a conscientização da endometriose, doença que afeta a fertilidade e o sexo de mais de 176 milhões de mulheres pelo mundo.

A Dra. Camila Ramos (@dracamilaramos), médica ginecologista e obstetra e especialista em reprodução humana e climatério colocou o tema em ascensão e respondeu algumas perguntas importantes sobre o assunto, nos alertando em como reconhecer e principalmente como prosseguir em caso de diagnóstico.

 

  1. O que é endometriose?

A endometriose é uma doença em que o tecido do endométrio, tecido que reveste o útero, se implanta fora da cavidade uterina, fazendo com que esse tecido endometrial cresça em seus ovários, intestinos e tecidos que revestem sua pelve. “Esses focos de endométrio fora da cavidade uterina são conhecida como implantes endometriais e pode afetar de 10 a 15% das mulheres em idade reprodutiva e em 25 a 35% das mulheres que têm problema de infertilidade “

 

  1. Quais são os sintomas?

Os sintomas da endometriose podem variar. Algumas mulheres apresentam sintomas leves, mas outras podem ter sintomas moderados a graves. A gravidade da sua dor não indica o grau ou estágio da doença, você pode ter uma forma leve, mas sentir uma dor intensa, da mesma forma que também é possível ter uma forma grave e ter muito pouco desconforto. A cólica menstrual é o sintoma mais comum da endometriose, mas você também pode ter diversos outros como dor na parte inferior do abdômen antes e depois da menstruação, dor na relação sexual, desconforto com movimentos intestinais e até sangramento intestinal e urinário. É importante destacar que você também pode não apresentar sintoma e descobrir a endometriose quando tiver dificuldade para engravidar, temos então mais um sintoma que é a infertilidade. Por isso, é imprescindível fazer exames ginecológicos regulares, o que permitirá que seu ginecologista monitore quaisquer alterações.

 

  1. Como se curar da doença?

A endometriose tem cura, se tivermos um tratamento cirúrgico eficaz e após um bloqueio do ciclo menstrual para que não retorne a endometriose;. Seu médico pode primeiro tentar tratamentos conservadores, com o bloqueio do ciclo mnestral. Todos reagem de maneira diferente a essas opções de tratamento, seu médico a ajudará a encontrar aquele que funciona melhor para você.

 

  1. Como deve ser feito o tratamento?

Você pode tentar medicamentos para a dor, como analgésicos e anti-inflamatórios, mas eles não são eficazes em todos os casos.

Contraceptivos hormonais são uma boa escolha, usados de forma contínua já que bloqueiam o ciclo menstrual (como Pílulas anticoncepcionais, adesivos e anéis vaginais).

Outra opção, são os chamados agonistas e antagonistas do hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH) para bloquear a produção de estrogênio que estimula os ovários. O estrogênio é o hormônio responsável principalmente pelo desenvolvimento das características sexuais femininas. O bloqueio da produção de estrogênio evita a menstruação e cria uma menopausa artificial. Vale lembrar que é um tratamento de uso limitado e normalmente utilizado para preparar a paciente para uma cirurgia ou antes de um tratamento de reprodução assistida.

Dra. Camila ainda explica que, além da dor crônica e intensa, a doença pode ser ainda mais frustrante devido aos problemas de fertilidade e limitações das atividades sexuais, bem como alavancar prejuízos a saúde mental da mulher. “É inevitável a busca por um profissional caso a paciente perceba que alguma coisa não está certa. Manter os exames em dia é uma das principais formas de descobrir precocemente a doença”, finaliza a ginecologista.

 

O que é importante saber sobre a ENDOMETRIOSE?

  • endometriose pode levar à infertilidade;
  • Sentir dor não é normal;
  • Endometriose mais grave não causa mais dor que um caso mais leve;
  • Pacientes que tiveram filhos não estão curadas da endometriose;
  • Nem todo caso de endometriose é cirúrgico;

 

MARÇO AMARELO: mês da conscientização da endometriose. Estamos juntos nesta luta!